19
jul

Como otimizar o fluxo de conteúdos orgânicos

Um dos processos mais importantes de inbound marketing é o fluxo de conteúdo, uma estratégia que ajuda a educar a audiência que ainda não está em dúvida se irá ou não se tornar cliente.

Através de envio de mensagens regulares ele faz com que os leads recebam conteúdos de qualidade e que sejam relevantes, criando assim um relacionamento natural com a empresa e consequentemente aumentando a confiança para que venham a adquirir os seus produtos.

Para otimizar sua campanha de marketing e melhorar os resultados há algumas dicas as quais podem ser seguidas, separamos algumas para lhe auxiliar.

 

  • Analisar o objetivo da campanha

Para criar um fluxo de conteúdos um dos primeiros passos é entender claramente qual é o objetivo da sua campanha: reengajar contatos ou leads que estão inertes, acolher novos contatos e estimulá-los a se tornarem leads e educar o lead para otimizar algum processo. Mas lembre-se todo fluxo deve ter um final adequado, ou seja, ao chegar no final de determinado processo deixe claro para os leads como você irá ajuda-los a solucionar seus problemas.

 

  • Categorize os leads

Para classificar e conhecer melhor o seu público a formulação de perguntas certas na landing page é fundamental e faz toda a diferença.

Quando você cria essa categorização é possível criar conteúdos mais relevantes e específicos, e ajuda a melhorar a percepção que as pessoas tem sobre o seu negócio, aumentando as chances de um lead se tornar cliente.

 

  • Entenda a persona

É muito importante definir a ‘persona’ a qual você irá direcionar toda a sua estratégia. Por exemplo uma pessoa com mais experiência demanda uma linguagem mais formal e direta, já um estudante pode ser tratado de uma forma mais descontraída e simples.

Além de ter um impacto significativo na educação do lead, entender a sua persona ajuda a conhecer aquilo que o público alvo quer e precisa saber.

 

  • Estude a jornada de compra da ‘persona’

Se compreender as necessidades dos leads é tão importante, descobrir de quais informações eles precisam em cada etapa do funil de vendas se torna essencial, é muito importante estudar as fases da jornada de compra da ‘persona’, para evitar que ela fique sem segmentação ou receba mensagens que não estejam alinhadas a seus interesses.

 

  • Crie uma conexão entre o material baixado e o produto final

Para os leads, o fluxo de conteúdos deve estar sempre ligado a alguma ação como um material rico de informações (um e-book por exemplo). Caso não haja engajamento ou dados suficientes por parte da pessoa, você pode envia-la para um reengajamento, aonde ela vai ter a opção de escolher quais conteúdos deseja receber.

 

  • Defina o gatilho das mensagens

Defini-lo é muito importante, pois é ele que vai determinar a condução de todo o fluxo de conteúdo, o tornando o mais coerente possível.

Por isso, jamais adicione uma lista de e-mails a um fluxo de conteúdos sem a permissão dos contatos. O processo de inbound marketing só deve atrair leads com conteúdos que sejam realmente interessantes e relevantes para eles.

 

Monte uma estrutura para o fluxo de conteúdo

Um bom fluxo de conteúdo é composto por cinco a sete e-mails, as mensagens devem ser disparadas em um intervalo de aproximadamente três dias cada, sendo que a exceção é o primeiro e-mail, para o qual a recomendação é enviá-lo assim que o lead for convertido.

Mas é claro que você precisa ser sensato e estudar a estrutura do fluxo. A quantidade pode variar de acordo com diversos fatores, como a complexidade dos produtos ou serviços.

Além das dicas que mostramos uma outra a qual é muito importante é analisar todos os resultados e usar as métricas para aperfeiçoar suas próximas estratégias. Afinal, não vai adiantar nada ter diversos fluxos performando caso você não mensure os resultados obtidos, não é mesmo?

Está gostando das nossas dicas?
Acompanhe nossas plataformas e fique por dentro!