01
ago

Você é um “fake follower”?

Saiba por que estes seguidores são ruins para o seu negócio!

Desde que as redes sociais passaram a ser parte importante da nossa interação social, a reputação nesses meios digitais se tornou fundamental. Ter muitos seguidores em seu perfil parece te fazer mais popular, mas em algumas ocasiões, devemos analisar esses indicadores com um olhar mais atento, pois a popularidade online também pode ser seguidores falsos, dos quais não irão interagir com os posts da sua marca nas mídias sociais, poderão causar baixo engajamento e posicionamento no feed de notícias e baixas conversões para sua marca.

Existem falsos seguidores e falsas contas, ou “bots”. Os primeiros são aqueles que seguem todo mundo esperando de ganhar mais seguidores e que acabam enchendo o perfil de contatos irrelevantes.

Os segundos, os “bots”, ou falsos perfis, são criados em grandes quantidades e se mantêm ativos para que não pareçam suspeitos. São administrados por meio de aplicativos com inteligência artificial, em que são criadas regras para gerar tráfego, atualizar conteúdo, fazer envios ou seguir determinadas hashtags e ter um comportamento semelhante ao de uma pessoa.

Confira algumas dicas para prevenir que perfis sociais falsos cheguem ao seu negócio:

1.Avalie o desempenho atual das suas contas nas redes sociais

Nas redes sociais, de 5,5% a 11% dos seguidores são falsos. Se houver poucos comentários e curtidas em seus posts, é provável que há um número significativo destes robôs, pois eles não pertencem ao seu público-alvo e não interagem com sua marca.

Uma boa referência que você pode usar é o engajamento que os seus concorrentes estão obtendo, baseados na diversidade e qualidade do conteúdo deles.

2.Examine as contas de redes sociais suspeitas de serem falsos seguidores

Se você coletou seguidores falsos em alguma de suas contas nas redes sociais, vale a pena eliminá-los para melhorar o seu desempenho.

Comece rastreando a sua conta de rede social com alguma das ferramentas/estratégias abaixo:

Fakers App no Twitter: Coloque a sua conta do Twitter e autorize o aplicativo a acessar o seu perfil para gerar o seu relatório de seguidores (falsos, inativos e bons). Você também pode usar a ferramenta Fakefollowers, a margem de erro deles é de 10-15%. O programa também te dá opção de bloquear contas de spam identificadas.

IGExorcist para Instagram: A ferramenta funciona comparando o engajamento dos seus seguidores com as contas que você segue durante os últimos 300 dias. Com ela você obtém uma lista dos seguidores inativos, contas que você não segue de volta e quem nunca comenta ou curte suas fotos dentro destes dias. Verifique antes de remover um usuário, pois o aplicativo não sabe o tempo em que o usuário vem te seguindo. Então um seguidor recente que ainda não interagiu com seus posts será mostrado como inativo.

– Graph Search para Facebook: Não existe uma ferramenta automatizada para simplificar o processo de encontrar contas falsas no Facebook, então para facilitar a identificação, saiba que 97% dos perfis falsos alegam ser do sexo feminino e são mais comuns na Índia, Bangladesh, Brasil, Paquistão e Filipinas.

Você pode contratar um freelancer para filtrar os seus fãs de um público que não é o seu alvo, ou até mesmo combinar várias solicitações de pesquisas (como interesses, outras páginas curtidas, localização dos seus fãs e mais).

– Localize as suas conexões falsas no LinkedIn manualmente (como no Facebook). Você deve suspeitar quando receber pedidos de conexão de perfis sem recomendações, com um baixo número de conexões, ou eles não terão uma imagem. Você pode usar um instrumento de busca reversa de imagem, como o TinEye (ou até mesmo o mecanismo de busca reversa de imagem do Google), para descobrir se a imagem está em algum outro lugar da internet.

 

3. Denuncie as contas falsas. Se você não receber resposta de nenhuma plataforma de mídia social, então deve bani-las.

A maneira mais fácil de remover os seus fãs falsos é denunciando as suas contas.

Da mesma forma no Twitter, você pode visitar o perfil de spam e tocar no ícone de engrenagem para denunciar um perfil de spam.

No Instagram, você pode ir até um perfil e o “denunciar como inadequado”.

Bloquear uma conexão falsa no LinkedIn é semelhante a denunciá-las. A limitação é que você só pode bloquear 50 usuários no máximo.

No Facebook, se sua clientela é local, você pode restringir a visibilidade da sua página no Facebook (restrições de país).

 4.Verifique duas vezes os novos seguidores que você atrai por meio de sorteios e propagandas

Sortear presentes é uma boa estratégia para ganhar muitos seguidores em pouco tempo, mas também há o risco de

atrair uma audiência que só está interessada no ganho material, em vez dos produtos da sua marca. O prêmio correto significará atrair poucos participantes, mas eles se tornarão seus clientes em potencial.

Use aplicativos como o AgoraPulse para realizar esses concursos. Ele requer que o usuário instale o aplicativo e se registre para participar, e isto aumenta muito as chances de que só entrem fãs genuínos.

5. Elimine falsos seguidores através de Apps como o Instatool

E aí, você prefere ter milhares de seguidores sem qualquer interesse pelo seu produto ou centenas que comentam e compartilham as suas publicações? Para não prejudicar a credibilidade de sua empresa, faça o trabalho duro de construir uma presença genuína nas redes sociais e se previna de uma possível penalidade das mesmas.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Entre em contato com conosco e agende uma visita!